Como tudo começou!

Bem-vindo ao Blog Pink Meeple. Nesse primeiro post vou falar um pouco de como eu conheci o mundo dos jogos de tabuleiros modernos. Mas, antes de ir ao assunto quero falar da minha motivação para criar esse blog.

Primeiro eu sou uma fã de carteirinha dos boardgames modernos e sempre quis escrever mais sobre o assunto. Segundo, vejo que o número de meninas que curtem o hobby ainda é bem pequeno e acredito que um dos motivos ainda seja pelo grande preconceito que existe em aceitar meninas em um mundo que era para ser masculino (hm?? na cabeça de alguns homens é isso mesmo). Enfim, as vezes o modo que o assunto é abordado é mesmo muito masculino (alguns até  trazem alguns preconceitos implícitos) e as vezes não nos identificamos como esse mundo azul…ou..preto…ou cinza, com zumbis, dragões e histórias macabras (que podem ser legais tb kkkk). Então por tudoooo isso e mais um pouco, resolvi fazer esse blog BEMMM FEMININO e de uma maneira mais leve (acessível?) e divertida para mostrar que esse hobby pode ser a NOSSA CARA sim! Ah e que somos ÓTIMAS jogadoras também! 🙂


 

Então vamos ao que interessa: JOGOS! Como eu me viciei encantei por esse mundo de jogos de tabuleiros modernos. 

Desde de criança eu já era louca por jogos. Tinha todos eles: Jogo da vida, detetive, banco imobiliário, elas por elas , palavras cruzadas, cara a cara, perfil, genius…enfim! MUITOS! Sempre era meu presente favorito.

Até 2008 eu só conhecia esses jogos mais conhecidos e simples. Em 2007 eu fui morar no Canadá por um ano e meus primos moravam em Chicago. Lembro no fim de 2007 ele começou a me falar que tinha descoberto um “novo mundo” de jogos e eu fiquei intrigada mas achava que era besteira. Até que em junho de 2008 fui visitá-los e ele, em 6 meses, já tinha uma coleção de mais de 40 jogos! Woowww , foi minha reação! Aquele mundo de novos jogos realmente existia.   Passei 30 dias com eles antes de voltar para o Brasil e jogamos TODOS os dias, praticamente sem repetir jogos!  Depois de várias jogatinas eu escolhi comprar 8 deles para trazer pro Brasil!!!

E vamos ao resultado dessa maratona (como esse post não é nenhuma review vou falar só rapidamente de cada um):

O primeiro jogo de todos foi o TICKET TO RIDE EUROPE (TTRE):

TTR Europe2

 

Nossa que jogo bom! Só conseguia pensar isso (e hoje nem jogo ele muito kkk). Naquele momento eu conhecia esse novo mundo fantástico dos boardgames modernos.  Resuminho: TTRE é um jogo light, onde cada jogador é dono de uma companhia de trem e tem como objetivo construir rotas que valem pontos.

Dica: Ticket to Ride Europe continua sendo um excelente jogo para iniciar jogadores no hobby!!!

Logo depois fomos para PUERTO RICO:

Pois é! Fomos direto pra Puerto Rico! E aí meus puerto-rico
wowww não paravam mais kkkk. Na época era o primeiro do ranking do BGG e merecia mesmo (ainda merece). Puerto Rico é um EuroGame (um jogo mais estratégico, falarei mais nos próximos post sobre essas categorias) muito inteligente. Cada um recebe seu tabuleiro e o objetivo é desenvolver a ilha plantando, exportando e construindo.  Posso dizer que continua sendo, depois de tantos jogos, meu número 1. 

Seguindo a lista, jogamos o CATAN e o CARCASSONNE:

catan Settlers of Catan (hoje só CATAN) é, talvez, o jogo mais famoso dessa era moderna. É encontrado facilmente em lojas de brinquedos e é muito agradável para qualquer tipo de gamer. O objetivo é pegar recursos para construir estradas,casas e cidades. Existem várias expansão para o jogos, entre as mais famosas o “Seafarers” e o “Cities and Knights”. Um jogo essencial em qualquer coleção.

Carcassonne Carcassonne é aquele jogo que a aparência impressiona pelo falo de não existir tabuleiro  fixo e o mesmo ir se formando no decorrer da partida como um quebra-cabeça. É um jogo leve, assim como catan, excelente para introduzir novos jogadores. O objetivo é ir construindo cidades, estradas, e fazendas. Acredito ser um dos jogos que possuem mais expansões. Nessa viagem, eu comprei o Carcassonne Big Box 2 que vem com algumas expansões.

Continuando as descobertas e compras, escolhi dois deles que até hoje junto com o Puerto Rico formam o meu TOP 3 e ainda vou falar muito deles: o POWER GRID e o EL GRANDE:

powergridPower Grid é excelente!!! Me marcou muito porque ganhei na minha primeira partida e até hoje lembro da jogada sensacional para obter essa vitória kkkkkk   É um jogo que você tem que construir casas e iluminá-las. Mas para isso precisa comprar recursos no mercado e plantas para produzir recursos no leilão. É EXCELENTE! Frita a mente fazendo contas para construir as casas! Lançaram agora uma versão nova dele mas a versão antiga (da foto) já era bem legal.

elgrande

Esse, dos três preferidos, foi o que eu mais joguei! Não sei porque eu achava ele mais fácil de explicar do que o PG e PR e como a maioria das vezes eu estava jogando com pessoas novas eu ficava cansada de explicar sempre tudo de novo  O El grande é perfeito! É um jogo de controle de área onde você tem um leilão das cartas de ações. A minha versão é a Decennial que já vem com algumas expansões, mas vergonhosamente nunca joguei com elas. 

Para diversificar um pouco comprei um jogo mais Party e de dedução que é uma mecânica que eu simplesmente ADORO (detetive e Scotland yard eram meus preferidos na infância). O escolhido foi MYSTERY OF THE ABBEY.

mysteryoftheabbey

Alguns gamers não gostam de jogos de dedução mais leve, mas eu AMO esse jogo. É um jogo que virou o preferido de todas as minhas amigas non-gamers. Se passa em um mosteiro, onde cada jogador é um monge tentando descobrir qual dos 24 monges é o assassino. Os monges são divididos por categorias (Padres, irmão, noviços e Templários, Franciscanos e Beneditos) e tem três características (gordo/magro, com capuz/sem capuz, com barba/sem barba).  Cada rodada acontece a missa onde eventos aleatórios deixam o jogo mais dinâmico.  Se você gosta de dedução e diversão é um must-have.

Por último, mas não menos importante, peguei um jogo para duas pessoas: YINSH

YINSHYINSH é um dos 6 jogos abstratos do projeto GIPF.   É um excelente jogo para 2 jogadores. Inteligente e clean e com lindas peças é uma boa alternativa para quem gosta de abstratos. Regras simples e fácil de aprender mas com uma complexidade boa para quem gosta de pensar. Adorei a aquisição e é um dos queridinhos da coleção, porém é o único na minha coleção do GIPF.

Bom essas foram minhas 8 primeiras escolhas, quais foram os primeiros jogos de vocês?

Espero que tenham gostado do primeiro post!! Podem fazer sugestões 🙂

ps: Desses que eu citei acima alguns já foram trazidos para o Brasil: Puerto Rico (grow R$149,99), Colonizadores de Catan (versão antiga grow R$100), Carcassonne (nova versão devir R$129,90) e Ticket to Ride Europe (galápagos R$189,90).

 

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

10 ideias sobre “Como tudo começou!

  1. Parabéns Giselle! Falta nesse nosso nicho mais pessoas, inclusive mulheres para expressar seus contentamento, vislumbramento com os Boardgames!

    O texto ficou excelente e sentimos como foi sua descoberta e paixão por esse universo que tanto nos atrai e nos diverte!

    Vida longa e próspera para seu blogg e que continue a compartilhar conosco suas experiências e idéias!

    Lets Play!

  2. Bem bacana seu texto inaugural. Meu primeiro texto no Turno Extra também foi sobre como comecei, bateu uma nostalgia básica. lol

    Também gosto muito de Euros, são meus favoritos. Gosto bastante de TTR, apesar de só ter o basicão. Ele faz parte da minha trindade, junto com Carcassonne e Dixit (fiz um post sobre isso :p).

    Puerto Rico é um jogo que eu gosto, mas existem outras opções de Euros mais atraentes hoje em dia. Não que ele tenha envelhecido mal.

    Power Grid está na lista de jogos que sempre quis jogar, mas ainda não tive oportunidade. Esse vai ser compra certa quando sair aqui no Brasil.

    El Grande eu só joguei uma vez e não curti. Todo mundo fala tão bem que fico até constrangida. :p

    Tenho grande curiosidade nos jogos do projeto GIPF, mas também nunca tive oportunidade jogar.

    Desejo bastante sucesso para o seu blog. 🙂

    • Obrigada ALINE!! Acabei de ler seu post de retrospectiva, bem legal tb!! A ideia ficou parecida mesmo kkkk O Puerto Rico apesar de ter outros Euros mais novos e diferentes eu ainda não nego partida kkkk Não deixe de jogar Power Grid, vale a pena mesmo!!!! E quanto ao GIPF se vc gosta de jogos abstratos é um must have, eu comprei o YINSH pq lendo achei o melhor e n me arrependi! 🙂 Obrigada pelo apoio, bjo 🙂

  3. Oi….simplesmente adorei seu blog… assim como você, desde criança eu já gostava de jogos de tabuleiro…mas somente agora estou descobrindo os jogos de tabuleiro modernos…. comecei com party games já que meu grupo não tem muitos fãs de tabuleiro….agora que estou fazendo com que o pessoal curta mais esse tipo de hobby e para que eu tenha com quem jogar…. aliás, acho que esse é o desafio maior de uma pessoa que adora jogos de tabuleiro e está numa cidade do interior de SP como eu …. a dificuldade é ter com quem jogar…. acabei de adquirir o TTR Europe e não vejo a hora de jogar…..vou acompanhar suas publicações…adorei…. parabéns pelo texto e pela iniciativa…!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *